31 de outubro de 2014

“Nós Acreditamos”: Jornalistas lançam livro da conquista histórica do Galo

Um ano mais que especial, assim tem sido 2013 para o Atlético. O time alvinegro conquistou o título mais importante da sua história, a Copa Libertadores. Mas, não foi fácil levantar a taça. Alguns ingredientes especiais “temperaram” a trajetória do Galo, que contou com uma mistura de sentimentos, principalmente, no mata-mata. Drama, esperança, fé, euforia e alívio estiveram presentes. Porém, o torcedor atleticano nunca deixou de acreditar, mesmo em situações adversas e conseguiu soltar o grito. Todas essas emoções, que cercaram a conquista, foram retratadas no livro “Nós Acreditamos” dos grandes jornalistas Mário Marra, Leonardo Bertozzi e Mauro Beting, que foi lançado na Loja do Galo no último sábado (5)

Livro "Nós Acreditamos" se esgotou em três horas no lançamento - Foto: Bruno Muniz

Livro “Nós Acreditamos” se esgotou em três horas no lançamento – Foto: Bruno Muniz

O livro, que tem o título baseado no lema da torcida atleticana na Libertadores e que também ficará para a história, o ” eu acredito”, tem um olhar mais do torcedor. As histórias contadas no livro é feita de torcedor para torcedor, muitos atleticanos irão se identificar com o que está escrito. As histórias desses jornalistas como torcedores são parecidas como a de vários atleticanos. Um dos autores do livro, o mineiro Leonardo Bertozzi, jornalista da ESPN, disse ao Portal do Torcedor, que procurou contar as histórias pelo olhar do torcedor mesmo, tudo que cercou o dia a dia na torcida por essa conquista.

” Eu procurei contar a nossa história como torcedor mesmo. O dia a dia da conquista, jogo a jogo, como a gente viveu, como a gente sofreu, como a gente acreditou, como diz o título do livro. Mas, é contar um pouco desta história, não é um livro muito analítico, nem de relato de jogo, é um livro de relato de torcedor mesmo”, explicou.

O torcedor atleticano não pensou duas vezes e compareceu em peso ao lançamento do ” Nós Acreditamos” na Loja do Galo. O sucesso foi tanto, que em cerca de três horas, todos os livros já tinham sido esgotados. Filas enormes foram feitas, uma para comprar o livro e outra para pegar os autografos dos autores. O jornalista mineiro Mário Marra, da rádio CBN SP, se emocionou com o sucesso do livro, principalmente, porque eles também falam da vida deles no livro. Ele também falou sobre sua participação para o Portal do Torcedor.

” Eu fico realmente emocionado, porque a gente ta falando da nossa paixão, do nosso time, mas, a gente ta falando muito da nossa vida também no livro. Muitos acontecimentos da minha mãe, do meu filho, de gente da família, a gente ta tendo a oportunidade de passar algumas coisas que a gente viveu para outras pessoas. Mas, o mais legal que eu vejo é que muita gente vai se identificar, muita gente também foi levado ao estádio pela mãe, pelo pai, e muita gente leva o filho desse jeito. A minha participação ( no livro) foi a descrição de todos os jogos mesmo, também com o olhar do torcedor, também querendo mostrar o que a gente passou naqueles dias, a emoção que a gente passou”, comentou.

O único que não é mineiro entre os três autores, o jornalista Mauro Beting, colunista  do Lancenet e que tem um blog também no Diário Lance, explicou ao Portal do Torcedor como embarcou no livro. Após a classificação contra o Newell’s Old Boys na semifinal, Beting passou a acreditar ainda mais no Atlético e, então, teve a ideia de retratar essa trajetória  do Galo em um livro e ligou para os amigos Leonardo Bertozzi e Mario Marra.

” Eu embarquei pela ideia do livro. Eu acompanhei toda a trajetória do Galo como jornalista, eu fui me empolgando com a equipe (atleticana). Tenho muitos amigos atleticanos, como o próprio Bertozzi e o Marra, que são muitos mais amigos do que colegas e brilhantes jornalistas. Gosto muito do trabalho do Cuca e depois do jogo contra o Newell’s, eu tava meio que acreditando cada vez mais na equipe e falei ” isso é história e merece um livro”. Liguei pro Bertozzi, liguei pro Marra, fiz o meio-campo com a BB editora e o livro saiu. E o que é legal o livro sairia mesmo se a campanha fosse vice-campeã, porque a trajetória do Atlético foi brilhante, mas, do que do Atlético, foi a trajetória brilhante do atleticano”, contou.

O livro ” Nós Acreditamos” ainda contou com fotos do fotógrafo do Atlético, Bruno Cantini, e as artes de André Fidusi, responsável pelo site FUTBOX.

Participação especial

Gilberto Silva escreveu o prefácio do livro  - Foto: Bruno Cantini/Flickr Atlético-MG

Gilberto Silva escreveu o prefácio do livro – Foto: Bruno Cantini/Flickr Atlético-MG

O experiente zagueiro do Atlético, Gilberto Silva, que teve participação importante na conquista, não só compareceu ao lançamento do livro ” Nós Acreditamos”, mas, também escreveu o prefácio dele, intitulado como ” Minha segunda Copa do Mundo”. No texto, o defensor conta um pouco da sua história com o clube. Gilberto ficou muito feliz e falou da  importância da conquista épica do Galo, a Libertadores, ser contada num livro.

” Super importante para o futebol brasileiro, para a história do Atlético, para o torcedor do Atlético, que é super apaixonado, ter um pouco disso, dessa história, contada num livro. E isso é gratificante para todos nós, para nós jogadores, que dentro de campo, fizemos a nossa parte, para o torcedor, que sempre esperou por um momento como esse, pro clube, que há muitos anos trabalha para atingir um estágio como esse”, destacou.

As opiniões de outros jornalistas sobre o livro

Companheiros de profissão e, que tiveram a oportunidade de cobrir o Atlético na conquista da Copa Libertadores, e que viveram também todas aquelas emoções que o título proporcionou, estiveram presentes na Loja do Galo. O Portal do Torcedor conversou com alguns deles sobre o livro ” Nós Acreditamos”, principalmente, porque eles fazem parte dessa história.

Para o jornalista Léo Gomide, setorista do Atlético na rádio Band News FM, a maneira como foi a conquista da Libertadores, merece mesmo várias homenagens. Ele deu uma rápida lida no livro ao comprá-lo e elogiou os autores e o conteúdo do ” Nós Acreditamos”.

” Acho que a Libertadores do Atlético teve um enredo, um roteiro, que serve de inspiração não só pra um livro que o Mauro, Marra e o Bertozzi fizeram, mas, também pra um filme oficial, que vai sair. Eu acho até dificil pra você fazer uma obra, mas, três jornalistas competentíssimos, já dei uma lida brevemente no livro, mas, muito bom, conteúdo excelente. O título mais importante da história do clube até aqui, merecia mesmo várias homenagens”, disse.

Já o locutor esportivo da Rádio Globo e CBN em Minas, Osvaldo Reis, o Pequetito, que emocionou muita gente com sua narração na Libertadores, ficou muito feliz com o livro e elogiou bastante os companheiros de profissão. Aliás, Pequetito já havia trabalhado com Mário Marra, que antes de ir pra CBN em SP, passou pela rádio em Minas.

” Eu fico muito feliz, porque esse livro é escrito de uma forma emocionante a seis mãos por três excepcionais, maravilhosos, jornalistas. Eu tive o prazer de trabalhar com o Mário Marra na Rádio Globo e CBN durante quase dez anos, brilhante comentarista. O Léo Bertozzi, que é daqui também, que ta em São Paulo como o Mário, e ta na ESPN, é ótimo jornalista. O Mauro Beting, que dispensa comentários, que é filho de quem é, o Joelmir Beting, tem o jornalismo no DNA. Transmiti a Libertadores, os jogos do Atlético, a cada jogo você falava não sei se o coração vai suportar, o que será do atleticano. E foi uma vitória épica, uma conquista histórica. E vai render tudo isso, a Loja do Galo lotada, os livros se esgotaram. E se colocar mais mil, dois mil, três mil, vão terminar também. Porque o livro é bem feito, ele traz a emoção de jornalistas, que são apaixonados pelo clube e com sensibilidade conseguiram colocar no papel essa conquista gloriosa do Atlético”, destacou.

Fã de Mário Marra, Leonardo Bertozzi e Mauro Beting, o jornalista Guilherme Guimarães, do jornal O Tempo e TV Horizonte, que está trilhando caminho parecido ao de Marra, acha que o livro ” Nós Acreditamos” é do tamanho da história do Atlético e também elogiou o trabalho feito por eles.

” Eu acho que essa conquista na história do Atlético, ela já foi muito bem dita, é algo assim extraordinário. O Atlético alcançou um feito, que sempre desejou em sua história. Um clube de massa, um time de tradição, merecia de fato ter ganhado, da forma que ele ganhou. Agora, estamos falando de grandes jornalistas. Eu como jornalista sou fã do Mauro Beting, Mário Marra, do Leonardo Bertozzi. Principalmente, do Mário Marra, que eu to seguindo caminho parecido com o dele. Eu trabalho na TV Horizonte, ele também passou pela TV Horizonte, até chegar a consagração, que ele é hoje, um jornalista, na minha opinião, consagrado. Então, acredito que é muito importante. O Atlético já é um time grande e tendo ainda um trabalho feito por jornalistas, também como o Mauro Beting, o Bertozzi e o Marra, é algo fenomenal e do tamanho da história do Atlético de fato” opinou.

Confira também...

Comentários